Depois da infidelidade, é possível salvar o casamento?

Há uma maneira de encontrar a cura para esta dor, segundo os especialistas

Couple in crisis - pt

© ChameleonsEye/SHUTTERSTOCK

 anos de casamento, fiquei sabendo, na semana passada, que minha esposa está me traindo há anos. Simplesmente não sei o que fazer. Não consigo dormir, fico bravo o tempo todo e me sinto completamente bloqueado. O que está acontecendo comigo? É possível reconstruir nosso casamento?

Eu gostaria de poder lhe dizer que o que você está vivendo é um caso extraordinário na sociedade atual. No entanto, as pesquisas e experiências indicam que você não é o único. Muitas pessoas procuram ajuda para poder tratar dos efeitos da infidelidade em seu relacionamento. Esta nunca é uma situação fácil, e não é de surpreender que você esteja tendo dificuldade em entender como enfrentar o tema.

A ferida da infidelidade pode ser chamada de ferida de apego. Ao contrário das feridas que podem se dar quando você percebe que sua parceira não está emocionalmente disponível para você, as feridas de apego que surgem da infidelidade (emocional e física) tendem a nos afetar mais por dois motivos.

O primeiro motivo: uma infidelidade muda radicalmente a ideia que você tinha do casamento e do compromisso, ou pelo menos dos últimos 25 anos que você tem de matrimônio. Tal desafio da crença fundamental nos faz sentir que estamos caindo no espaço exterior.

O segundo motivo: uma infidelidade é uma profunda violação da lei natural e divina. Quando pecamos de maneira tão grave, aqueles a quem ofendemos podem reagir tornando visível a gravidade das nossas ações desordenadas.

Contudo, você pode entender seus sintomas com a seguinte declaração: você está sofrendo um trauma similar ao transtorno de estresse pós-traumático, proveniente de uma profunda ação desordenada da sua cônjuge.

Mas, ainda que o seu sofrimento e a experiência que você está vivendo sejam difíceis de superar, é possível curar-se de uma infidelidade e salvar seu casamento. Você precisa encontrar apoio para empreender o caminho de cura para reparar o relacionamento. É preciso que haja o compromisso de superar as feridas passadas.

Buscar terapia é um passo deste compromisso. Isso provavelmente será difícil e útil ao mesmo tempo. Haverá dias em que você não vai querer continuar, porque costuma ser doloroso. Mas eu o convido a prosseguir. Você encontrará a cura, em parte, mediante sua coragem para prosseguir.

Além disso – ainda que não seja um pensamento popular, é vital para o sucesso destes casos –, você precisa estar disposto (no momento oportuno) a explorar com sua parceira o motivo pelo qual o casamento chegou a este ponto.

Julgar o culpado não nos levará a lugar algum. Pelo contrário, assumir responsabilidade pessoal pela situação atual do seu casamento provocará uma verdadeira liberdade e cura.

Para aqueles que questionam este ponto, recordo uma frase do presidente John F. Kennedy, após a fracassada invasão da Baía dos Porcos: “A vitória tem centenas de pais, mas a derrota é órfã”. Ninguém gosta de admitir sua parte no fracasso, mas é a única maneira de realmente amadurecermos.

Em resumo, seu sofrimento é normal e compreensível, mas pense que você e sua esposa são uma equipe, e que chegarão ao sucesso do casamento juntos ou fracassarão juntos. Como sempre, conte com as minhas orações por ambos.

(William McKenna, MS, especialista do IPS, Center for Psychological Services)

Anúncios

Salve Maria! O Blog Centro da Família Coração de Jesus agradece o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: