5 coisas que as mulheres casadas deveriam parar de fazer

Estes erros podem destruir nossos casamentos e famílias sem que percebamos

As mulheres casadas têm certas coisas que precisam deixar de fazer o quanto antes. Aqui vaia lista:

1. Pare de tratar seu marido como se fosse uma criança

Isso poderia estressar algumas, mas acontece com muita frequência. Eu mesma já me peguei agindo assim. Em um esforço por “extrair o melhor” dos nossos maridos, começamos a tratá-los como se fôssemos suas mães.

Se queremos ver o melhor do nosso esposo, então precisamos demonstrar-lhe que o respeitamos – inclusive quando ele ainda não for muito digno disso.

Sei que isso parece um pouco irracional, mas quase todos os livros que li sobre casamento enfatizam a grande necessidade que o marido tem de sentir o respeito da sua esposa por ele. Lembre-se que seu marido quer ver em você uma esposa, não uma segunda mãe.

2. Pare de dar indiretas ao seu marido

Diga o que você pensa, sente e espera dele. Não dependa da capacidade dele de adivinhar sua comunicação não verbal, porque ele não funciona assim. As mulheres costumam ser muito intuitivas, e acabam achando que seus maridos devem ser desse jeito também…

Em 9 de cada 10 vezes, seu marido só vai entender o que você disser com palavras. Ele não vai ler sua linguagem corporal, seus suspiros ou o movimento dos seus olhos. Nossas expressões corporais devem apenas melhorar nossas palavras – e não substituí-las.

Não evite falar as coisas – com palavras! –, inclusive quando seu marido preferir evitar falar. Converse com ele com amor e carinho, numa atitude de abertura, buscando realmente compartilhar com ele o que você traz no coração. A intimidade começa com a interação.

3. Pare de colocar seus filhos acima do seu marido

Sei que isso pode ser um pouco polêmico, mas, por favor, escute-me. Como pais, somos chamados a amar e proteger nossos filhos com cada fibra do nosso ser. A principal maneira de fazer isso é dando prioridade ao nosso casamento.

O maior presente que podemos dar aos nossos filhos não é algo que o dinheiro pode comprar, mas sim um casamento saudável, feliz e amoroso, que eles possam admirar com um bom exemplo.

4. Pare de sair com amigas que falam mal do seu marido

Este erro leva muitas pessoas ao divórcio. Podemos acabar nos transformando naquelas pessoas que nos cercam. Então, da próxima vez que você estiver em uma reunião de amigas, preste atenção na maneira como falam do seu marido. Qualquer pessoa que não respeita o seu casamento não é boa para o seu casamento.

Quando escutamos nossas amigas falando mal do nosso marido, tendemos a enxergá-lo a partir dessa ótima negativa também. Isso precisa ter um fim. O casamento já é um desafio duro demais, para, ainda por cima, ter amizades negativas que não nos ajudem a valorizar o que temos.

Se você quer construir e manter um casamento forte, precisa cultivar amizades que respeitem seu casamento, e o sacramento do matrimônio em seu conjunto.

5. Pare de jogar charme em outros homens

Isso pode parecer óbvio para a maioria, mas é um problema real no casamento. Podemos começar inocentemente, sem querer, talvez compartilhando risadas com um colega de trabalho, depois saindo para almoçar sozinhos como amigos íntimos etc.

Antes de que você perceba, pode começar a trocar e-mails pessoais ao longo do expediente. Depois, mensagens, ligações… De repente, você não consegue parar de pensar nessa pessoa. E começa a esconder do seu marido as suas comunicações com esse homem. E pode acabar na cama com ele, sem entender direito como tudo isso começou. E começou com aquelas “brincadeiras inocentes” entre colegas.

Intimidades, provocações, jogar charme… Abra os olhos para a verdade: nenhum “charme” fora do casamento é bom. Não existe paquera inocente. Esta é a porta de entrada para a infidelidade, que pode arruinar seu casamento.

É claro que é saudável e bom ter conversas com outros homens no trabalho e nos demais ambientes que conversamos. Mas você não precisa jogar charme para cima deles ou revelar-lhes suas intimidades.

Ao estar com outro homem, pergunte-se: “Eu me sentiria confortável se meu marido tivesse esta mesma conversa (que estou tendo) com outra mulher?”. Ou: “Eu teria esta conversa do mesmo jeito com esta pessoa, se o meu marido estivesse presente?”. Aí fica fácil discernir se você está sendo prudente ou não.

Se sua resposta a estas duas perguntas for “não”, é aconselhável acabar com aquela conversa imediatamente, mudar de assunto, buscar companhia de outras pessoas também. Pode parecer exagero, mas isso pode salvar seu casamento e protegê-la da tentação.

Ao brincar com fogo, você pode se queimar. Ninguém merece viver um casamento medíocre, nem sentir a dor que uma infidelidade pode trazer à vida.

http://pt.aleteia.org

Anúncios

Salve Maria! O Blog Centro da Família Coração de Jesus agradece o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: