SOLIDARIEDADE

Estender a mão a quem esteja caído na rua da amargura. Socorrer a quem esteja sufocado pelo desânimo ou pelo sofrimento. Essas são atitudes cada dia mais raras e distantes do amor do ser humano. Estender a mão a quem se encontre perdido e longe da alegria e da paz de espírito também está sendo difícil mesmo para quem tenha um coração marcado pela fé em Jesus Cristo.

Numa sociedade em que cada qual pensa apenas em si, em suas dificuldades e em seus interesses está difícil admitir a necessidade de ser solidário com aqueles que não gozam da mesma sorte e não têm acesso a uma vida, mais digna e saudável.

Muitos são os que se encontram caídos à margem da vida. Não sabem o que seja ter um lugar confortável para morar, ter alimento suficiente para seu bem estar. Não ter emprego, não ter saúde, não ter instrução, não ter alegria, não ter esperança e não ter sonhos. São seres humanos marcados pela falta de sorte e sem acesso aos valores da humanidade.

Como encarar essa realidade? Como se posicionar para não cair numa situação assim? Como agir para diminuir e eliminar essa dor que aflige tantos irmãos e irmãs? Não será fácil para quem esteja se esforçando em superar situações difíceis em seu viver. Não será fácil para quem se sinta cercado de incertezas e inseguranças.

Contudo, não podemos ser pessimistas pensando apenas em nós. Não podemos ficar acomodados a ponto de nos omitirmos em aliviar dores e abrir esperanças, em eliminar sofrimentos e alimentar sonhos, em derrubar barreiras e construir caminhos.

Tudo é possível para quem tem um coração que ama e acolhe a quem se encontrar perdido, a quem se julgar incapaz e a quem perdeu o rumo de suas esperanças. Sempre será possível vislumbrar novas possibilidades e novos horizontes. Sempre será possível alimentar em sua alma melhores dias de vida e de esperança.

Mesmo que os sonhos pareçam impossíveis, mesmo que certos projetos tenham caído por terra, mesmo que a alegria não encontre motivos, mesmo que a doença esteja amargurando, mesmo que a morte tenha levado alguém querido, mesmo que o céu pareça distante, é preciso crer que existe um Deus atento e solidário. Ele é o único que não abandona a quem nele confia.

Não interfere em nossas escolhas e não demarca limites para nossos anseios. Respeita nossas decisões. Não intromete em nossos projetos. Mostra qual o melhor caminho sem exigir absolutamente nada em troca. Mostra-se solidário com os que sofrem, paciente com os que erram, esperançoso com os que lutam por um lugar ao sol.

Essa solidariedade de Deus com a humanidade se manifestou de maneira clara na pessoa de Jesus Cristo, o Mestre dos mestres. Em tudo o que falou e realizou revelou a solidariedade do Pai para com seus filhos e filhas.

Perdoou pecados Abriu os olhos dos cegos. Fez andar os paralíticos. Alimentou multidões. Ressuscitou mortos. E a todos anunciou o novo Reino de amor, de bondade, de misericórdia e de solidariedade.

Frei Venildo Trevizan

Anúncios

Salve Maria! O Blog Centro da Família Coração de Jesus agradece o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: