A Disney e o sucesso dos filmes para a família Filmes para família são os que mais dão dinheiro em Hollywood: por que não fazer mais?

captain-america-civil-war_kQIxly-4

Todo mundo sabia que Capitão América: Guerra Civil seria grandioso. Nós apenas não sabíamos o quanto.

O mais recente filme de super-heróis da Marvel ganhou cerca de US$ 180 milhões em apenas um fim de semana. Essa é a quinta maior abertura da história do cinema. O filme teve um público variado: homens e mulheres, jovens e velhos. O filme atraiu principalmente famílias – muitas mães, pais, adolescentes e crianças que queriam assistir ao filme juntos.

A Disney, empresa que adquiriu a Marvel em 2009, compreende o poder que as famílias têm no mundo do entretenimento. A empresa está mostrando ao mundo o quão gratificante – e lucrativo – o entretenimento familiar pode ser.

Enquanto Guerra Civil estava decolando, The Mouse House já estava quebrando alguns recordes próprios. Este ano, tornou-se o estúdio que mais rápido ganhou US$ 1 bilhão na América em um único ano – precisando apenas de 128 dias para fazê-lo. Adicione US$ 2 bilhões ganhos no exterior; e a Disney embolsou uma quantia gritante de US$ 3 bilhões com seus filmes até agora em 2016. E não é muito difícil ver o porquê.

Dos cinco maiores filmes do ano, até agora, a Disney é a produtora de três deles: No. 2 Zootopia (Zootopia: Essa Cidade é o Bicho), No. 4 The Jungle Book  (Mogli: O Menino Lobo) e No. 5 Captain America: Civil War (Capitão América: Guerra Civil). E não vamos esquecer o sucesso da Disney de 2015 Star Wars: The Force Awakens (Star Wars: O Despertar da Força) – o filme de maior bilheteria da história na América do Norte – ganhou cerca de US$ 300 milhões em 2016, também.

O que todos esses filmes têm em comum, além do estúdio que os distribui? Eles são filmes de família. Zootopia é uma divertida brincadeira animada. Mogli: O Menino Lobo tenta recapturar a magia do clássico desenho animado da Disney em um novo formato. Ambos são filmes de classificação livre. Star Wars: O Despertar da Força é tão completamente limpo que provavelmente aproxima-se dessa classificação, mesmo estando indicado aos maiores de 13 anos. Guerra Civil é o mais áspero do grupo, com sua violência e ocasional profanidade. Mas não vamos esquecer que seus personagens são regularmente apresentados em lancheiras e temas de festas de aniversário. Estes são filmes construídos para apelar aos pais e às crianças – e é a ampla dinâmica da família que ajudou a tornar a Disney uma das maiores empresas de entretenimento de hoje. Você pode criticar o estúdio em algum sentido, mas uma coisa é certa: é raro a Disney colocar seu nome em qualquer coisa que não esteja orientada para a família.

“O importante é a família”, a Disney disse uma vez. “Se você pode manter a família unida – e isso é a espinha dorsal de todo o nosso negócio, atender às famílias – é o que nós esperamos fazer”.

Reconhecidamente, a maioria dos estúdios tenta criar uma programação familiar também. Mas para eles, isso é apenas parte da sua carteira. Poucos têm o compromisso com a família que a Disney historicamente tem. Mas quando você olha para os números, isso faz você se perguntar por que eles não têm.

Cavando um pouco da história do cinema, descobrimos que, em geral, quanto mais familiar a classificação de um filme é, mais sucesso o filme faz. O último ano não é exceção. Três filmes de classificação livre lançados no ano passado ganharam uma média de US$ 48,9 milhões cada.

Agora veja isto: Hollywood lançou cerca de 200 filmes impróprios para menores no ano passado. Sua arrecadação média foi de US$ 13,1 milhões. A indústria do entretenimento ama seus filmes corajosos, picantes e muitas vezes problemáticos. Mas as pessoas realmente vão ao cinema vê-los? Não muito.

“A maioria das pessoas quer ver o bem vencer o mal, a verdade triunfar sobre a mentira, a justiça prevalecer sobre a injustiça, a liberdade vencer a tirania, e a beleza superar a feiúra”, disse Ted Baehr, fundador da MovieGuide, em um artigo recente em seu site. “Eles também gostariam de levar toda a família, incluindo seus avós, ao cinema mais vezes”.

Nos próximos meses, as famílias terão a chance de fazer exatamente isso. Enquanto Hollywood continuará o lançamento de filmes impróprios a um ritmo veloz, também se verá uma verdadeira época da família no cinema. Os animados Angry Birds Movie (Angry Birds: O Filme) lançado recentemente. Tem Alice Through the Looking Glass (Alice Através do Espelho), a sequência do filme Alice no País das Maravilhas de 2010. Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of the Shadows (As Tartarugas Ninja: Fora das Sombras), bem como Finding Dory (Procurando Dory), a muito aguardada sequência de Finding Nemo (Procurando Nemo), a serem lançados em junho. Em julho teremos o The BFG (O Bom Gigante Amigo – baseado no amado clássico de Roald Dahl), The Legend of Tarzan (A Lenda de Tarzan) e Ice Age: Collision Course(A Era do Gelo 5).

Quase metade desses filmes são, naturalmente, filmes da Disney. Parece que o Mouse House continua levando a sério o seu entretenimento familiar.

 

Paul Asay é crítico de cinema de Plugged In e escreve para uma variedade de sites e publicações, incluindo Time, The Washington Post e Beliefnet.com. Ele é autor ou co-autor de vários livros, incluindo Burning Bush 2.0: How Pop Culture Replaced the Prophet.

http://pt.aleteia.org/

Anúncios

Salve Maria! O Blog Centro da Família Coração de Jesus agradece o seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: